Blog

Voltar

O que o Ibirapuera tem: arquitetura, cultura e lazer

Inspiração, Referências •

1capa

​A Selva de Pedras tem o seu oásis. O Parque Ibirapuera é uma ilha verde que recebe cerca de 150 mil pessoas por fim semana – o que faz dele um dos parques mais populares do planeta. E ele chega aos 65 anos de existência, completados em agosto de 2019, com muito a oferecer aos seus visitantes.

2

Seja para praticar esportes ou em um passeio tranquilo (adoro levar os meus cachorros para brincar por lá) ou ainda visitando os diversos equipamentos culturais disponíveis, todo paulistano se encontra no Ibirapuera. Inaugurado em 1954 como parte das comemorações pelos 400 anos de São Paulo, ele conta com prédios projetados por Oscar Niemeyer como o icônico Pavilhão da Bienal; o espaço expositivo conhecido como Oca; a antiga sede da prefeitura que hoje abriga o Museu Afro Brasil e a grande Marquise, vão livre para a prática de skate e patins e onde está localizado o MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo. O Auditório Ibirapuera é o prédio mais recente, inaugurado em 2005, mas que já constava nos desenhos originais do arquiteto. Hoje, é palco de inúmeros shows e apresentações gratuitas.

3

Fora do perímetro do Parque ainda encontramos obras que pertencem ao seu conjunto arquitetônico, como o Palácio da Agricultura, também de Niemeyer e hoje funcionando como a sede do MAC; o Monumento às Bandeiras, esculpido por Victor Brecheret; e o maior monumento da cidade: o Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32, conhecido simplesmente como Obelisco do Ibirapuera.

4

A construção de 72 metros de altura surge imponente em meio à Av. Pedro Álvares Cabral e é uma homenagem aos heróis da Revolução de 1932. No monumento estão guardados os restos mortais dos estudantes Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, símbolos do levante contra o governo Vargas. Projetado pelo escultor ítalo-brasileiro Galileo Ugo Emendabili, o Obelisco é todo revestido em mármore travertino e tem inscrições e ícones em suas quatro faces com versos do poema de Guilherme de Almeida:

“Aos épicos de julho de 32, que,
fiéis cumpridores da sagrada promessa
feita a seus maiores – os que
moveram as terras e as gentes por
sua força e fé – na lei puseram sua
força e em São Paulo sua Fé.”

5

Apesar das construções harmoniosamente integradas ao parque que tanto ofertam culturalmente, no Ibirapuera o que mais agrada mesmo é uma breve fuga do concreto urbano que o cerca. O paisagismo, assinado por Otávio Augusto Teixeira Mendes, oferece sombra e beleza. Para aproveitá-lo como um todo, faça muitas e muitas visitas.6